Ultimas Notícias

recent

Atualização da crise no Qatar: Putin pede calma e Turquia envia mais tropas.

01 de julho de 2017 - 17:00:02


Três dias antes do início do ultimato da Arabia Saudita para o Qatar, um novo lote de tropas turcas desembarcou ontem sexta-feira (30) na base da Turquia situada no pais.


Na semana passada. Doha e Ankara anunciaram que participariam de um exercício conjunto a partir de segunda-feira.

O ministro da Defesa do Qatar, Khalid bin Mohammed al-Attiyah, visitou Ancara na quinta-feira (29) e se encontrou com seu homólogo turco, Fikri Ishik, e com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.






"O Qatar e a Turquia mantêm laços históricos e minha visita vem no contexto da promoção da cooperação de defesa entre os dois países", afirmou Al Attiyah.

Al Attiyah também reafirmou que não irá fechar a base turca no pais.

"O encerramento da Base Aérea Udeid no Qatar está absolutamente fora de questão", disse Attiyah.
A lista de exigências imposta ao Catar inclui:
  • O fim do apoio à Irmandade Muçulmana.
  • O encerramento da rede de televisão Al Jazeera,
  • A quebra dos laços diplomáticos com o Irã
  • O fechamento da base militar turca no emirado.

Alem de rejeitar as exigências saudita, o ministro da Defesa de Qatar, disse que o bloqueio imposto por vários estados árabes em seu país, é uma "declaração de guerra".

"Esta é uma declaração de guerra sem sangue", disse Attiyah em uma entrevista ao jornal Al-Araby Al-Jadeed, com sede em Londres, publicado na sexta-feira(30).

O ministro da defesa turca, Fikri Isik disse que os direitos do Catar devem ser respeitados para que haja uma resolução na disputa crescente entre Doha e seus vizinhos.
"Os problemas atuais entre os países (do Golfo), que são irmãos, devem ser resolvidos em breve com base em um diálogo sincero e respeito pelos direitos do Catar", disse Isik, durante uma reunião com o seu homólogo Qatari Khaled bin Mohammed al -Attiyah em Ancara na sexta-feira (30).
A Turquia é o único país muçulmano a sair em apoio ao Qatar depois que quatro nações árabes romperam os laços com o emirado e impuseram um boicote diplomático, de aviação e comercial ao emirado.

Rússia

Já o presidente russo, Vladimir Putin, sugeriu que o governo catariano colocasse a diplomacia em primeiro lugar para resolver a disputa árabe-Qatar. Putin fez um telefonema para Sua Alteza o Emir Sheikh Tamim bin Hamad al-Thani para discutir com ele a situação atual de seu país.

O Kremlin confirmou aos meios de comunicação sobre a conversa telefônica que os líderes fizeram no outro dia.

Durante a conversa, os líderes também discutiram a cooperação entre os dois países em energia e investimento.

No início do sábado, o Kremlin disse que Putin falou com o rei Hamad bin Isa al-Khalifa de Bahrein por telefone sobre a disputa de Qatar.

Fonte: Debka files / Al Jazira / Outros
Atualização da crise no Qatar: Putin pede calma e Turquia envia mais tropas. Reviewed by Conflitos Guerras on 17:13:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.