Ultimas Notícias

recent

Irã não lançou misseis? Ataque de falsa bandeira para "justificar" um bombardeio de Israel a Síria?

10 de maio de 2018 - 02:01:03


Uma noticia que está circulando no twitter na qual está ganhando força, diz que no caso, não foi o Irã quem lançou os misseis contra Israel.


Segundo a noticia e algumas pessoas, Israel teria bombardeado Damasco e a Síria revidou lançando misseis na Colina de Golan e não o Irã.

No caso, irã não teve nenhuma participação nesse conflito e ao que parece, essa informação é reforçada com a declaração de alguns oficiais sírios, onde eles disseram que o exercito e as forças de defesas sírias responderam a um ataque de israelense.

Em outras palavras, a Síria "Peitou Israel" sozinha.

Se analisarmos bem as fontes confiáveis, 95% dos alvos atacados por Israel, foram bases sírias, divisões de infantaria sírias, sistemas de defesas sírias e radares sírios. Não há muitos relatos de ataque a milicias ou posições iranianas.

Vale ressaltar, que não há forças Xiitas na região de Golan, já que Israel criou um limite seguro onde o Irã não pode passar se não será atacado e esse limite é bastante amplo na região de Golan, somente forças sírias patrulham o local.

Ai fica uma duvida, será que foi uma batalha isolada?

Inicialmente, as fontes israelenses, disseram que se tratava de um ataque sírio e depois, passaram a descrever como um ataque de misseis realizado pela milicia pro Irã al-Quds. 

Rolou boatos de que o governo de israel estava fazendo um certa censura militar nos meios de comunicação em Israel e que teria até ameaçado retirar as credenciais de algumas caso não reportassem o conflito de forma favorável a Jerusalém, informação essa que não foi confirmada.

De fato não há nenhum relatório ou fontes citanto as Colinas de Golan como alvo do Irã, A Guarda Revolucionária Iraniana disse que iria responder aos ataques de Israel, mas não fez menção a Golan e sim a alvos dentro de Israel.

Golan na verdade, é um território sírio na qual foi anexada por Israel na guerra de 6 dias e que não é reconhecida pela Comunidade Internacional como parte de Israel. O único interesse nesse território, fica dividido entre sírios e israelenses, o Irã apoia a disputa por parte dos sírios, pelo fato dessa região ser estrategicamente montanhosa, garantindo um bom posto de artilharia contra Israel mas não fez menção em atacar nesse território.

Há uma matéria no New York Times onde o tenente-coronel Jonathan Conricus, porta voz militar de Israel, disse que o seu governo avisou ao governo russo sobre a sua ação de ataque contra Síria.
"Os russos foram informados antes de nosso ataque pelos mecanismos estabelecidos que temos", disse o tenente-coronel Jonathan Conricus aos repórteres sem dar mais detalhes.
Outras fontes tradicionais e algumas independentes, disseram que Israel teria passado os seus alvos ao governo russo antes de atacar a Síria, mas segundo a IDF, esse ataque só foi realizado, porque as forças milicianas pro Irã atacaram Israel e essa resposta foi quase que imediata.

Mas se esse ataque foi em resposta ao ataque da milica Al-Quds em quase que instantânea, porque então foi repassado aos russos informações sobre os alvos antes mesmo do ataque iraniano?

O fato é que Netanyahu estava em Moscou quando ocorreu os primeiros bombardeios de ambos os lados e retornou a Jerusalém no horário combinado e não as pressas.

Agora vejam o que a IDF disse em sua pagina oficial no Twitter.

No vídeo apresentado pela IDF, podemos ver o lançador de misseis BM-27 Uragan que é operado pelas forças Síria contra o ISIS, e ao que parece, o Irã não tem esses laçadores no local informado.

A IDF liberou também um Info-gráfico dos ataques e segundo ela, todos eram posições iranianas dentro da Síria, forma mais de 50 posições iranianas atacas de acordo com a IDF. 

Informação muito divergente com as repassadas durante a batalha pela própria mídia de Israel.


Para finalizar, não há se quer um vídeo, mostrando artilharias iranianas ou da milica Al-Quds, realizando tal lançamento de misseis.

Então estaríamos diante de uma grande falsa bandeira para "justificar" um ataque a Síria? 

Claro que temos que esperar outras fontes e os comunicados oficiais do exercito Sírio, mas ao que tudo indica... essa foi uma batalha entre os dois países.

Por Conflitos e Guerras
Irã não lançou misseis? Ataque de falsa bandeira para "justificar" um bombardeio de Israel a Síria? Reviewed by Conflitos Guerras on 02:12:00 Rating: 5
All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.