Ultimas Notícias

recent

Rússia estária próxima de implantar base militar na Líbia

28 de novembro de 2016 - 11:55:01 


O Militar líbio Gen Khalifa Hafter chegou a Moscou no domingo dia 26 novembro, com um pedido de compra de armas russas e apoio militar para o seu exército.

Ele foi recebido em Moscou, que viu na visita, uma oportunidade para a Rússia construir a sua primeira base militar no norte da África. 

De acordo com DEBKA arquivo fontes militares e de inteligência, o presidente Vladimir Putin começou a vislumbrar uma segunda base no Mediterrâneo mais precisamente na costa de Benghazi, ligada a base de Hmeimim em Latakia da Síria. 

Este seria um ponto para acomodar a Força Navel Russa, bem como unidades aéreas, além de estar localizado a 700 km da Europa.


Hafter é um militar, tendo se destacado como um dos comandantes militares do Conselho Nacional de Transição (CNT) durante a Guerra Civil Líbia. 

Em março de 1987, foi o General do Exército Líbio capturado junto de 650 de seus comandados durante a Guerra Líbio-Chadiana. Depois de sua captura, juntou-se à Frente Nacional para a Salvação da Líbia (FNSL) que era o maior grupo de oposição ao regime líbio na época.

Em 1988, a CIA recrutou cerca de 600 ex-militares líbios capturados no Chade, para formar uma força paramilitar que poderia ser usada para derrubar o então líder líbio, Muammar al-Gaddafi, dentre eles, Hifter que lideraria o grupo. 

O grupo passou a receber treinamento em uma base próxima a Ndjamena, capital do Chade.

Segundo alguns relatos, Haftar deixou de receber o apoio dos EUA depois de não reconhecer o novo governo estabelecido pela ONU em Trípoli.

Hoje ele opera principalmente com o apoio do Egito e de alguns membros dos emirados do Golfo para o leste da fortaleza de Benghazi.

Egito e os Emirados Árabes Unidos fornecem ao exército de Hafter, apoio aéreo a partir de bases egípcias no deserto ocidental e foi esses líderes que o incitaram a aceitar o convite russo para viajar a Moscou para discutir e oferta de assistência militar.

Esta foi a segunda viagem de Hafter a Moscou. Ele esteve lá em junho e se reuniu com o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu e o Conselheiro de Segurança Nacional, Nikolai Patrushev. 

Mas o Kremlin se manteve desconfiado em estender uma ajuda militar ao general líbio já que EUA, Italia e forças especiais britânicas estavam no preparo de uma grande ofensiva para expulsar o Estado Islâmico do porto líbio de Sirte, considerado um ponto chave. No entanto, esta ofensiva ainda não atingiu seu objetivo.

A eleição de Donald Trump como presidente dos EUA, está causando burburinhos sísmicos na região, já que o mesmo prometeu rever a estratégia dos país em relação a Síria, agora Putin está aproveitando essa situação para oferecer caças ao exército de Hafter, além de helicópteros de combates, veículos blindados e mísseis variados, bem como o apoio aéreo para a luta contra o Estado islâmico.

É muito cedo para dizer se a iniciativa do líder russo na Líbia prenuncia um convite para o novo presidente dos EUA a trabalhar em conjunto no Oriente Médio, ou ele está lucrando com o período de transição incerta entre as presidências e aproveitar para construir uma pilha de fichas prontas e enfrentar Trump como uma potência rival.

Em todo ocasião, os aviões russos em Hmeimim seriam capazes de cobrir uma distância 1.500 km na Líbia, enquanto a porta-aviões russo Almirante Kusnetzev que não está ancorado longe da costa da Líbia, estaria disponível para participar de operações em apoio do general líbio.

Esta seria a primeira vez que um porta-aviões russo entraria em ação nesta parte do Mediterrâneo.

As batalhas em curso ao longo da costa do Mediterrâneo que pendura a semanas entre as várias milícias, incluindo o exército de Hafter, são de fato um cabo-de-guerra pelo controle dos campos de petróleo da Líbia. 

A riquezas de petróleo da Líbia não estão certamente ausentes dos cálculos de Putin. Uma possível assistência de Moscou ao exército líbio, ganharia vantagem nesta luta e poderia cravar a primeira estaca da Rússia na indústria de petróleo da Líbia.

Fonte: Debka File
Rússia estária próxima de implantar base militar na Líbia Reviewed by Conflitos Guerras on 12:11:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.