Ultimas Notícias

recent

Informações sobre o possível ataque da Ucrânia a Donbass vindo da Republica Popular de Donetsk

13 de dezembro de 2018 - 14:34:26

      Foto: Christina Melnikova / EADaily

Recentemente, o DPR anunciou a preparação de uma ofensiva em grande escala por parte das Forças Armadas da Ucrânia no sul. A declaração de emergência expressa por Eduard Basurin foi apoiada pela conferência de imprensa do chefe do DPR, Denis Pushilin, em 11 de dezembro, durante a qual ele disse que o inimigo seria adequadamente contra-atacado na república. 
"As forças do DPR estão prontas para enfrentar o inimigo e proteger suas terras. As provocações das Forças Armadas da Ucrânia só levarão a baixas sem sentido entre os militares e civis de ambos os lados", disse Pushilin. 
"No mesmo dia, fui para a frente sul para conversar com os combatentes sobre se eles poderiam notar qualquer preparação da APU para um possível ataque." continuou Pushilin.
"O sul do DPR é o lugar mais remoto na república já que a região tem acesso ao Mar de Azov, onde tem estado muito inquieto recentemente.

A aldeia de Kominternovo é provavelmente uma das partes mais quentes de toda a frente sul. Quase nunca fica quieto aqui.
Chegamos um pouco depois do horário programado por causa da avaria do carro, e os combatentes informaram que muito em breve, a noite chegaria, a guerra começaria, e então seria impossível sair na única estrada que leva à aldeia, pois à noite as Forças Armadas ucranianas começarão o seu bombardeio." complementou Pushilin.
De acordo com o oficial da parte sul da DPR, Maxim Drozdov os ucranianos aumentaria a sua observação no fronte sul e controlam toda a movimentação do exercito da republica.

Questionado de foi detectado alguma movimentação diferente por parte dos miliatres ucranianos, Drozdov foi bem enfatico.

"Claro! Primeiro, recentemente, a Ucrânia declarou lei marcial. Em nosso caso particular, observamos o movimento de equipamentos e pessoal em direção à linha de contato de combate. Não são apenas os nossos relatórios de inteligência, mas as notícias da Ucrânia nos dizem diretamente sobre isso.

Até agora, nossos adversários têm mantido silêncio. Eles conduzem bombardeios e tiroteios provocativos, sem usar armas pesadas. Mas agora é mais como uma pausa antes da tempestade. No entanto, estamos prontos para qualquer desenvolvimento de eventos.

Há uma trégua e nós estamos obedeceremos a ela, não haverá trégua mas caso ocorra combates, começaremos a lutar. Nós também não ficamos sentamos quietos, nós usamos a pausa para o propósito de fortificação, melhorando nossas posições e treinando nosso pessoal."
Perguntando se seria possível vir um ataque do mar Drozdov responeu
"Tudo é possível. Mas estamos prontos para tal desenvolvimento de eventos. Mas tudo vai ficar bem, acho que podemos nos proteger do mar e do ar.

O comandante do pelotão "Black", que encontramos durante o combate, luta desde 2014 e espera que chegue a hora em que ele possa libertar Artyomovsk no natal, que no caso está agora sob o controle da Ucrânia."
Foi dito pelos militares rebeldes que recentemente, após o incidente no Estreito de Kerch, as Forças armadas ucranianas intensificaram os ataques de armas leves e morteiros, mas ainda não chegaram a usar fogo de artilharia pesada.
"A artilharia pesada ainda não está funcionando, mas à noite torcemos para isso não ocorra. Esta situação foi observada por cerca de uma semana."
Perguntado como está a moral e o humor dos combatentes antes do ataque ucraniano um militar disse.
"Lutando, todo mundo está feliz. Nós vamos repelir esse ataque, e lá, Deus me livre, seguiremos em frente."
De acordo com informações oficiais, o objetivo da ofensiva planejada pelas Forças Armadas da Ucrânia, é tomar os territórios dos distritos de Novoazovsk e Telmanovsk, estabelecendo o controle sobre uma seção da fronteira entre o DPR e a Rússia. 

Além disso, uma provocação deve servir como uma desculpa para o ataque, é esperado que um ato terrorista organizado pelos serviços especiais da Ucrânia, exploda um armazém com produtos químicos em uma das empresas industriais de Mariupol, cuja responsabilidade será então colocada no DPR. 

O tamanho do acumulo militar ucraniano na linha de frente, é relatados pelos militares rebeldes como muito impressionante, cerca de 12 mil soldados, 50 tanques e 40 sistemas de lançadores de foguetes.

Fonte: EurAsia Daily
Informações sobre o possível ataque da Ucrânia a Donbass vindo da Republica Popular de Donetsk Reviewed by Conflitos e Guerras ADM on 15:10:00 Rating: 5
All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.