Ultimas Notícias

recent

CONSPIRAÇÃO: Seria os incêndios na Califórnia um experimento americano de arma secreta a laser?

16 de novembro de 2018 - 14:46:02


De acordo com algumas pessoas e inúmeras matérias na internet, na qual moradores próximos aos incêndios na Califórnia, disseram ter visto um laser próximo ao local antes do inicio das queimadas.

Muitos são os sites e canais no Youtube que vem postando matérias sobre teorias da conspiração onde um laser seria o responsável pelas queimadas e incêndios na região.

Pessoas nos locais do incêndio, dizem ter visto uma especie de energia saindo do chão para o alto, outros afirmam que a energia vem no sentido contrário, ou seja, do céu para terra.


Muitos teóricos da conspiração, afirmam que isso é uma forma de pressionar o governo Trump, já que a Califórnia é um grande reduto de democratas, assim sendo também, o estado com o maior grupo separatista do EUA que se manifestou em se separar dos EUA logo após a vitória de Trump.

Não há nenhuma comprovação sobre essas teorias que relatam uma especie de arma a laser na qual muitos acreditam está sendo usada para atingir campos florestais na Califórnia e provocar incêndios.

Há algumas fotos sobre o suposto laser. Vejam abaixo.[post_ad]



Entrando nessa onda conspiratória, o Conflitos e Guerras correu atras de informações que poderiam explicar melhor esses relatos conspiratórios.

A explicação mais próxima dessas teorias, fica em um centro cientifico dentro da National Ignition Facility, em Livermore na Califórnia. Lá, cientistas desenvolveram um complexo de lasers que podem simular a energia solar, porem, 6 vezes mais quente.

Esse experimento tem vários propósitos e um deles é realizar pesquisas avançadas sobre a fusão para que em um futuro próximo, seja possível criar um fornecimento de energia gratuita para a população, afirmou Tammy Ma, a responsável pelo projeto.

Segundo Ma, o sol queima a uma temperatura tão absurda, num processo de fusão que consegue criar a sua própria energia e esse seria um dos objetivo do projeto, mas Ma também afirma que ele tem como a principal finalidade, persuadir outros países a não atacarem os sistemas nucleares dos EUA.

Em outras palavras, esse projeto serve sim como uma arma, mas segundo eles, é usado de forma defensiva, porem...

De qualquer forma, seria esse o motivo da forte onda de calor na Califórnia que está provocando bastante incêndios?

Continuando com as afirmações de Tammy Ma, ela disse que quando o sistemas de laser é ativado, os cientistas envolvidos no projeto, costumam dizer que a Califórnia passa a ser o local mais "quente" do Sistema Solar.

Com base nessa afirmação feita pelos cientistas, podemos sim acreditar que esse é o motivo dos incêndios.

Mas como funciona esse sistema de laser?

Os cientistas tem que produzir um laser gigantesco para conseguir simular a energia liberada pelo sol e chegar a uma quentura próxima ou superior a do sol, e para isso ocorrer, o NIF (National Ignition Facility) usa 192 pequenos lasers e em seguida, os amplificam em milhares de vezes. Todos os 192 lasers são disparados juntos em um processo que leva cerca de 50 bilionésimos de segundos para chegar ao local direcionado.

O laser de certa forma, tem que ir para algum lugar e o lugar mais "seguro" é o espaço, e é ai que entra as afirmações das pessoas que vivem no local, na qual dizem presenciar uma energia viajando para o espaço.

Com esse experimento na qual os cientistas chamam de "O maior laser do mundo" podemos chegar a conclusão que sim, é possível que o National Ignition Facility seja o responsável pelo grande aquecimento na Califórnia, já que o registro das altas temperaturas ficam nas redondezas de Livermore.

E vocês leitores, o que acham?

Fonte: Fonte das informações do projeto, ABC 





CONSPIRAÇÃO: Seria os incêndios na Califórnia um experimento americano de arma secreta a laser? Reviewed by Conflitos Guerras on 14:48:00 Rating: 5
All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.