Ultimas Notícias

recent

Guerra Generalizada? Analise dos principais eventos de conflitos no Oriente Médio e no Mundo

06 de novembro de 2017 - 03:01:17



Por Conflitos e Guerras

Circula informações ainda não confirmadas, de que o Primeiro Ministro libanês Saad Hariri, foi detido em um hotel na Arabia Saudita e forçado a renunciar. Há pessoas que utilizaram o termo, "Sequestrado" e isso pode ser mais um evento de algo maior que ocorre no momento mas não é divulgado.

Para por ainda mais fogo nessa especulação, o presidente do Líbano, Michel Aoun disse que não irá aceitar a renuncia de Saad Hariri enquanto ele não retornar ao país.

Em um comunicado, o Hezbollah disse que o primeiro ministro foi sim forçado a renunciar e culpar os iranianos.

Apesar de dizerem o contrário, Saad Hariri não é bem visto pelo príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman que o considera um adversário e um aliado do Hezbollah.

Não há muitas informações de como está o ex primeiro ministro libanês, mas é esperado uma forte pressão do Líbano para que o mesmo retorne ao país.

Relatos iniciais, apontavam para um pedido de asilo no pais saudita, mas essa tese está caindo por terra a cada dia que passa.

O fato do Barein ter orientado os seus cidadãos a se retirarem o mais rápido possível do Líbano, é um forte indicio de que uma ação militar vá ser empregada contra o grupo Hezbollah.

Em um outro comunicado, o líder do Hezbollah, pediu calma sobre a questão do ex primeiro ministro libanês e exortou que ambos os lados hajam com cautela.

Seria isso a previsão da possível ação?

Para reforçar isso, algumas semanas atrás, um misterioso e secreto encontro entre o príncipe saudita e o premier de Israel, ocorreu a portas fechadas e alguns analistas apontaram esse encontro como uma surpreendente e histórica aliança entre os dois países para por fim a influencia Iraniana na região.

O fato da Rússia ter realizamos bastantes encontros com Israel, pode ligar os fatos, já que o mesmo é aliado do Irã, pais rival tanto de Israel quanto da Arabia Saudita.

O encontro russo com israel, parece não teve surtido efeito e o plano de parar o Irã segue a todo vapor e o alvo primário seria o Hezbollah grupo apoiado e financiado por Teerã e que vem realizando importantes conquistas na guerra da Síria.

Percebendo isso, o governo do Irã tratou logo de reforçar ainda mais o seus laços com o Hamas, organização declaradamente inimiga de Israel e considera pelos EUA, um grupo terrorista.

Partindo ao EUA, os americanos vem contribuindo para o plano da recém criada aliança Saudi-Israelita e a principal ação de Washington é não certificar mais o acordo nuclear iraniano, o que colocaria de vez o plano atômico do Irã como ilegal, dando margem para que Israel faça ataques preventivos contra instalações nucleares de Teerã.

Vale lembrar que há um tempo atras, antes de ter ocorrido esse acordo nuclear, Israel esteve a beira de uma guerra com o Irã.

Outro plano americano, esse sim mais explicito, é a intenção dos EUA em colocar a Guarda Revolucionária do Irã, na lista de organizações terroristas. Essa lista é reconhecida por vários países que a usam como pretexto para realizar eventuais ataques sem provocar uma ação direta do Conselho de Segurança da ONU.

O Irã para cercar ambos os países, utiliza a sua influencia tanto no Iemen, quanto no Líbano para provocar guerras internas e as direcionar a Arabia Saudita. No caso do Iemen, a guerra segue ainda sem controle e ameça transcender as fronteiras sauditas por via terrestre.

Outro motivo que colocar ainda mais tensão na região, é a possível aliança Síria-Irã-Iraque que vem sendo montada aos poucos e já deu as suas caras com a incursão do exercito iraquiano no território sírio com a autorização do governo de Bashar Al Assad.

O exercito iraquiano tem por objetivo, brecar o avanço do exercito curdo, esse não muito reconhecido pela Síria, já que o mesmo é apoiado e financiado pelo EUA.

O problema é sabe em qual time a Turquia está jogando já que suas ações são sempre controvérsias aos planos russos e iranianos.

Israel já vive os seus primeiros envolvimento nesse conflito, varias são os alertas de misseis que vem sendo direcionados ao seu território, e ficou evidente uma possível preparação de guerra por parte de Tel Aviv depois que o país iniciou o maior seu maior exercício aéreo já realizado antes.

Batizado de Blue Flag (Bandeira Azul) incluirá outros 7 países, EUA, França, Itália, Grécia, Polônia, Alemanha e Índia. o exercício contará com mais de 100 aviões militares de todos os tipos. O exercício começou no dia 5 de novembro.
Outra ação de Israel, vista como parte dessa preação, é o acumulo de militares na fronteira com a Síria e com o Líbano.

Indo alem da região, alguns arriscam dizer que esses conflitos de interesses no Oriente Médio já se espalhou pelo globo e envolve agora, mesmo que indiretamente, outros países no conflitos.

Há quem diga que o fato da Coreia do Norte está fazendo essas provocações com o seu plano nuclear, é nada mais nada menos que uma forma de abrir um outro fronte nesse jogo de interesses e esse é voltado aos EUA, que o forçaria a ter que se concentrar nas ameaças de Kim Jong Um e dividir sua capacidade de luta.

Se pararmos para analisar, os anúncios de testes por parte dos nortes coreanos, vem acompanhados de algum eventos no Oriente Médio, mas que não é divulgado pelas grandes mídias tradicionais.

O EUA deixou claro em um comunicado há tempos atras, que a sua força militar é capaz de manter-se em varias guerras simultâneas.

Aproveitando desses eventos, está a China, que vem utilizando-se de métodos expansionistas no Mar do Sul da China para garantir o seu controle marítimo na região, região essas rica em rotas comercias, mas ela irá encontrar um grande problema pela frente bem ao lado.

A Índia declarou ao EUA, que é capaz de enfrentar os Chineses e parar suas ambições expansionistas por esse motivo que ela vem realizando vários exercícios conjuntos com os Americanos e inclusive está presente no exercício aéreo de Israel o Blue Flag

Mesmo que digam o contrário, podemos afirmar que uma guerra global generalizada já está a caminho, só não foi oficializada ainda.
Guerra Generalizada? Analise dos principais eventos de conflitos no Oriente Médio e no Mundo Reviewed by Conflitos Guerras on 03:52:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.