Ultimas Notícias

recent

Tropas e Blindados dos EUA estão prontas para agir diretamente em solo da Síria

09 de março de 2017 - 09:24:08


Por Conflitos e Guerras

De acordo com uma materia do debka file e algumas outras fontes do Blog, o 75º Regimento Ranger chegaram à Síria para a sua primeira operação militar direta da administração Trump em solo sírio, que segundos analistas, será uma longa ofensiva com o intuito de capturar Raqqa do estado islâmico.

Comboio das forças americanas partindo para a Síria.

O plano foi apresentado aos chefes de Estado-Maior dos EUA, da Rússia e da Turquia que se reuniam pela primeira vez na terça-feira, 7 de março, na cidade turca de Antalya.

As tropas do Regimento de Forças Armadas, que liderarão o ataque a Raqqa, voaram da base aérea de Fort Lewis, Washington, para a instalação aérea dos EUA em Rmeilan, perto da cidade curda de Hasaka, equipada com tanques Light Striker.

Mais tanques e equipamentos pesados ​​partirão a base síria por terra do Curdistão iraquiano e se juntarão as tropas que lá estão.


Outras informações dão conta de que o presidente Donald Trump decidiu, depois de consultar o secretário de Defesa, James Mattis e o seu conselheiro de Segurança Nacional HR McMaster que o exército dos Estados Unidos iria seguir sozinho na ofensiva em Raqqa junto de uma única força local, as Forças Democráticas Sírias.

A SDF (Forças Democráticas Síria) é composta por 45.000 mil combatentes da milícia síria da YPG curdas e por cerca de 10.000 soldados de tribos árabes, a maioria pertencente ao ramo sírio no norte de Shamar.

O general Joseph Dunford, chefe do Estado-Maior dos EUA, o general Valery Gerasimov, chefe do Estado-Maior russo, e o general Hulusi Akar, chefe do exército turco, estavam em uma conferencia em Antalya quando os Rangers desembarcaram na Síria.

De ante mão, é bem provável que mais 1.000 soldados nortes americanos estacionados no Kuwait, também irãose juntar as operações na Síria, mas até o momento, não foi confirmado pelo Pentágono.

Ao que parece, a ação vem em um acordo com o governo russo e segundo informações vinda de Manbij, o exercito da Turquia bombardeou guardas de fronteira do Exercito Arabe Sírio.

O Governo dos EUA e da Russia, concordaram em manter o local sobre proteção da coalização liderada pelos americanos, pois segundo o comando russo, forças turcas podem tentar ocupar o local e dificultar as operações contra o Estado Islâmico.

Segundo uma fonte militar em Aleppo, as forças turcas atacaram as unidades de guardas de fronteira nas aldeias de Al-Himr Jubb, Bouhej, Al-Boghaz e Korkoyok.

As aldeias acima mencionados, foram recentemente entregues ao Exército Árabe da Síria pelas Forças Democráticas Sírias (FDS ou SDF por sua sigla em Inglês), horas antes dos soldados americanos seguirem para o local.


A decisão de entregar as aldeias, partiu da liderança do Curdistão como parte de um acordo de paz no nordeste Aleppo feito com o governo da Rússia.

Trump parece está cumprindo um parte da sua promessa de campanha que previa a cooperação com as forças russas na Síria, mas alguns analistas estão vendo esse movimento americano com olhos de preocupação.

Segundo fontes do Conflitos e Guerras, essa movimentação militar dos EUA, da a entender que a sua operação não irá parar por ai e Manbij é a primeira cidade na lista dos Americanos que seguirão a al-Raqqa e possivelmente outras cidades sírias.

Ao que parece, os assuntos referente a crise na Síria não estão mais sendo tratadas pelo Departamento de Estado dos EUA e sim pelo Pentágono e Trump da sinais de que irá partir de vez para a guerra contra os terroristas.

Rangers - Tropa de Elite dos EUA

A força de elite da Marinha dos Estados Unidos, são treinadas em assaltos aéreos e ataques diretos, ou seja, uma tropa fortemente preparada para lutar na linha de frente contra os terroristas.

Eles receberam instruções para manter temporariamente a paz em Manbij mas é bem provavel que partirão em direção a Al-Raqqa e a outras cidades, porem, suas ações estão sendo monitoradas minuciosamente pela Força Aérea da Rússia.

Os Rangers, ou fuzileiros navais norte americanos, como são chamados aqui no Brasil, foram usados ​​antes em operações especiais em Cabul, Bagdá, Ramadi e Mosul, e provavelmente deixarão sua marca em Manbij e al-Raqqa.

Ultimato dos EUA

Na semana passada, outro movimento importante aconteceu quando oficiais norte-americanos no Salão de Operações Militares da CIA no sul da Turquia, se encontraram com rebeldes sírios moderados, dando-lhes duas semanas para unirem-se as operações ou perder qualquer ajuda militar futura dos EUA.

O ultimato, que soou como música para os ouvidos dos russos, foi entregue a grupos poderosos como a Sham Legion, composta por ex-membros da Irmandade Muçulmana e ativa na região rural de Aleppo e ao grupo Jaysh al-Nasr que opera no campo ao redor da cidade central de Hama.

Tudo isto determinará basicamente quem irá sobreviver à guerra síria e qual será o mapa final das esferas de influência.

Os turcos parecem que irão manter as três cidades fronteiriças de al-Bab, Jarablus e Azaz como seu protetorado, enquanto os curdos ganham sua parte a leste do rio Eufrates em lugares como al-Malkieh, Ra al-Ayn, al-Hassakeh e al-Qamishly.

 Basta saber se Americanos e Russos (Trump / Putin) irão conseguir manter uma coordenação militar conjunta, já que muitos dentro do Pentágono, são contra essa operação em parceria com a Rússia.

Fontes: Debka File / Asia Times
Tropas e Blindados dos EUA estão prontas para agir diretamente em solo da Síria Reviewed by Conflitos Guerras on 09:29:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.