Ultimas Notícias

recent

Espanha é criticada por autorizar a Rússia a reabastecer navios de guerra


26 de outubro de 2016 - 17:40:12 


A Espanha está enfrentando a ira internacional, uma vez que prepara-se para reabastecer uma frota de navios de guerra russos devido a intensificação dos ataques contra a cidade sitiada de Aleppo. 

Políticos e figuras militares condenaram o apoio de um membro da OTAN, enquanto o chefe da aliança indica a Madri que deve repensar a sua atitude.. 

Um grupo de oito navios de guerra liderado pela Porta Aviões, Admiral Kuznetsov recebeu combustível e suprimentos a partir do porto espanhol de Ceuta, depois de passar pelo Estreito de Gibraltar na quarta-feira de manhã, relataram os jornais espanhóis.



Os navios russos fazem escalas frequentes neste porto. Segundo o jornal britânico, desde 2010, quando em Ceuta foi aberta uma base naval para apoio a navios estrangeiros, cerca de 60 navios de guerra russos fizeram escala no porto espanhol. 

Entretanto, é do conhecimento geral que o Admiral Kuznetsov e os navios de escolta e manutenção se dirigem para o Mediterrâneo. A liderança da OTAN está preocupada com este passo da Espanha.


O secretário-geral da Aliança Jens Stoltenberg disse que qualquer país pode decidir de forma independente se abastece ou não navios de determinados países.

"Expressei-me de forma clara antes e agora repito minhas palavras de preocupação. Penso que todos os países da OTAN sabem que o grupo de combate pode ser usado para realizar ataques aéreos contra a cidade síria de Aleppo", declarou Stoltenberg.
O The Telegraph continua dizendo que o ex-primeiro-ministro belga, Guy Verhofstadt, também não apoiou a iniciativa da Espanha.

O ex-primeiro-ministro belga (esquerdista), disse em seu Twitter: 
“A Espanha assinou a declaração da União Europeia sobre os crimes de guerra russos em Aleppo, na semana passada; hoje, ajuda a reabastecer a frota no percurso para cometer mais atrocidades. Sério?”.
Fontes navais disseram que o próprio Kuznetsov não iria atracar em Ceuta, mas o seu navio-tanque e escoltas acompanhantes poderiam. 


O Ministério das Relações Exteriores da Espanha respondeu aos pedidos do Telegraph que a marinha russa foi considerada um “cada caso um caso, dependendo das características do navio em causa”. 

Um porta-voz disse: 
“Navios da Marinha da Rússia têm vindo a fazer pedidos nos portos espanhóis durante anos”. 
Mas em uma indicação Madri estava sentido a pressão diplomática aumentando para não ajudar Moscou, o governo espanhol disse que estava revendo o pedido da Rússia. 

O porta-voz disse: “As atracações mais recentemente solicitadas estão sendo analisadas no momento atual em função das informações que estamos recebendo de nossos aliados e de autoridades russas.” 

Das visitas militares da Rússia são estimados a vinda de mais de € 270.000 para a cidade através de uma combinação de taxas de atracação, combustível e suprimentos, e o dinheiro gasto pelos marinheiros durante o seu tempo em terra. 

General Lt Evgenny Buzhinsky, que supervisionou as relações com a OTAN, como um ex-chefe do Ministério russo do departamento de tratado internacional de defesa, descreveu a parada na Espanha como inteiramente de rotina.
“Enquanto o governo espanhol não proibir isso, esta será uma questão comercial como com qualquer outro navio que atraca para abastecer, mesmo se se tratar de navios militares”, disse ele.
Ele disse que não é incomum navios russos da marinha abastecer em países da OTAN, incluindo a Grécia e a Itália.
Enquanto isso, a RAF na noite de terça moveu jatos Typhooon para escoltar dois “ursos” bombardeios russos ao largo da costa da Escócia.

Fonte: Correio Paulista
Espanha é criticada por autorizar a Rússia a reabastecer navios de guerra Reviewed by Conflitos Guerras on 17:59:00 Rating: 5
All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.