Ultimas Notícias

recent

Irã ameaça fechar o estreito de Ormuz ao EUA.

04 de maio de 2016 - 19:36:42

O vice comandante da poderosa Guarda Revolucionária do Irã disse que as forças iranianas irão fechar o estreito estratégico de Ormuz para os Estados Unidos e seus aliados caso continuem “ameaçando" Teerã, informou a mídia estatal iraniana nesta quarta-feira (04)



Os comentários do general Hossein Salami, transmitida pela televisão estatal, segue uma longa história retórica de confronto entre Irã e EUA sobre o estreito de Ormuz, por onde quase um terço de todo o petróleo comercializado por mar, passa.

O Líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, criticou na segunda-feira as atividades dos EUA no Golfo Pérsico. Não está claro se a crítica esteja relacionada qualquer nova preocupação iraniana sobre o confronto do estreito, ou possíveis complicações com os EUA sobre o acordo nuclear de Teerã com as potências mundiais.
"Os americanos deveriam aprender com as recentes verdades históricas", disse Salami, referindo-se provavelmente à captura de 10 marinheiros norte-americanos que entraram em águas iranianas em janeiro.
Os marinheiros foram liberados menos de um dia mais tarde, embora a TV estatal tenha exibido a imagens deles de joelhos com as mãos sobre as suas cabeças.
"Se os americanos e seus aliados regionais quiserem passar através do Estreito de Ormuz através de ameaças, não iremos permitir qualquer entrada", disse Salami sem entrar em detalhes sobre o que ele e outros líderes consideram uma ameaça.
E acrescentou.
"Os americanos não podem fazer seguro de qualquer parte do mundo", 
O tenente Rick Chernitzer, um porta-voz da 5ª Frota da Marinha dos EUA no Bahrein, disse que os marinheiros americanos "continuam a operar de acordo com as normas marítimas profissional e do direito internacional" na região do Golfo Pérsico.
"Continuamos pensativo, vigilantes e responsáveis ​​em conduzimos nossas operações aqui", disse Chernitzer em um comunicado à Associated Press. 
E complementou.
"Temos no entanto, reserva-se o direito inerente de legítima defesa."
Os EUA e o Irã têm uma longa história de confrontos no Golfo Pérsico. Os dois países travaram uma batalha naval de um dia, ocorrido em 18 de abril de 1988, após o quase naufrágio da fragata USS Samuel B. Roberts por uma mina iraniana durante a guerra Irã-Iraque. 

Naquele dia, as forças dos EUA atacaram duas plataformas de petróleo iranianas e afundou ou danificou seis navios iranianos.

Poucos meses depois, em julho de 1988, o USS Vincennes no estreito de Ormuz, confundiu um voo da Iran AirLine, que seguia para Dubai, com um avião de combate, o avião foi abatido, matando todas as 290 pessoas a bordo.

Oficiais da Marinha dos EUA dizem que enfrentam encontros quase diários com os navios de guerra iranianos. 

Em janeiro, um Drone iraniano desarmado voou sobre um porta-aviões dos EUA no Golfo Pérsico, o primeiro sobrevoo desde 2014 de acordo com registros da Marinha obtidos pela AP.

Os EUA também criticaram o que chamou de um teste de foguete iraniano "altamente provocativo" realizado em dezembro, perto dos seus navios de guerra e tráfego comercial. O Governo do Irã disse que tem o direito de realizar testes no estreito e no resto do Golfo.

O Irão afundou uma réplica de um porta-aviões dos EUA perto do Estreito, em fevereiro de 2015 e disse que isso foi um teste de "Drones suicidas", que poderiam atacar navios nortes americanos na região.

Nesta quarta-feira (04), o Irã apresentou um protesto formal a Embaixada da Suíça em Teerã, que lida com os interesses americanos, referente a uma resolução que foi apresentada pelo representante dos EUA no Golfo, Randy Forbes, que se referia ao corpo de água do "Golfo Pérsico " opondo-se as ações do Irã por lá.

Um relatório da agência de notícias estatal IRNA citou o Ministério das Relações Exteriores do Irã, dizendo que o país vai tomar as medidas necessárias para manter a segurança, a paz e a estabilidade da região do Golfo Pérsico.

Forbes disse em um comunicado que os protestos contra o nome é "indicativo das aspirações de Teerã para controlar o estreito de Ormuz e transformar o Golfo em um lago iraniano."
"Nossa marinha é a única coisa que impede que isso aconteça, e é por isso que o Irã vem ameaçando nossos navios e marinheiros e tentando nos expulsar do Golfo", disse ele.
As tensões com os EUA cresceram depois que os americanos apoiaram os bombardeios da Arábia Saudita contras rebeldes no Iêmen que são apoiados pelo governo do Irã.

Fonte: abcnews
Irã ameaça fechar o estreito de Ormuz ao EUA. Reviewed by Conflitos Guerras on 16:38:00 Rating: 5
All Rights Reserved by Conflitos e Guerras © 2014 - 2016
Designed by SoSothemes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.